O refluxo gastroesofágico – RGE ocorre em aproximadamente 25% dos bebês. É definido como o retorno involuntário do conteúdo gástrico para o esôfago. Sendo o segundo maior problema das doenças do trato digestivo.

O RGE em crianças é classificado em fisiológico, funcional e patológico primário e secundário:

 O RGE fisiológico é caracterizado por refluxo episódico, no período pós refeição, e pode ocorrer até três episódios curtos, nas duas primeiras seguintes a refeição. 

Já o RGE funcional ocorre em maior frequência do que o fisiológico, porém, sem causar doença para a criança. Ele é denominado funcional por não haver qualquer disfunção básica (mecânica, inflamatória, infecciosa ou bioquímica) que possa levar ao refluxo. Trata-se de um processo de maturidade gastrointestinal.

O refluxo ainda pode ser oculto ou silencioso, podendo se transformar em patológico.

Complicações ocasionadas pelo RGE

Dentre as complicações do RGE cita-se a asma brônquica e os problemas otorrinolaringológicos, problemas de alimentação, cólica do lactente e erosão dentária.

O RGE também pode ser considerado o fator responsável pela dificuldade alimentar, tanto em recém nascidos como em crianças maiores.

RGE - Refluxo Gastroesofágico

Sintomas de Refluxo Gastroesofágico

Os sintomas mais comuns que sugerem um problema de alimentação são dificuldades na sucção e deglutição, apneia, tosse repetitiva e/ou engasgos, irritabilidade excessiva, alterações de comportamento durante a alimentação, tempo de amamentação maior que 30 a 40 minutos, recusa alimentar e déficit de crescimento

A ocorrência de vômito, regurgitação, engasgos, falta de ar, esofagite, disfagia, queimação e dores abdominais fazem com que a criança relacione a alimentação com desconforto, dor e desprazer.

Tratamento do Refluxo Gastroesofágico pela Microfisioterapia

Atualmente, é muito comum os atendimentos através da Microfisioterapia e Nova Medicina Germânica em neonatos com refluxo e resultados bastante expressivos.

Primeiramente, as mães trazem ao consultório seus filhos com 30 dias de vida. Com a Microfisioterapia, o resultado é visível após 40 dias. Enfim, eles retornam com sintomas diminuídos, menos chorosas e resistentes a alimentação.

Na maioria destes casos, todavia, 2 atendimentos são suficientes para sanar grande porcentagem dos sintomas.

A Microfisioterapia pode ajudar no tratamento do RGE – Refluxo Gastroesofágico e amenizar seus sintomas. Agende sua consulta…

WhatsApp chat