Você sabe o que é a enurese, encoprese ou TDAH? Então confira este artigo que irei explicar cada uma delas e como é o tratamento pela Microfisioterapia.

Enurese

O termo enurese, de origem grega, significa “molhar-se ou urinar sobre si” é a urinação involuntária que pode ocorrer a qualquer momento do dia ou da noite.

  • Enurese primária: Crianças que nunca passaram a noite toda sem se molhar. Não é culpa da criança ou dos pais.
  • Enurese secundária: Crianças que não molhavam a cama por, pelo menos, 6 meses começam a molhar novamente.

Existem muitas razões para que as crianças molhem a cama depois de estarem completamente treinadas. Podem ser físicas, emocionais ou apenas uma mudança.

Encoprese

Encoprese eventualmente a pessoa suja suas roupas de fezes. É a dificuldade de controlar o esfíncter anal para a evacuação repetida de fezes em locais inadequados.

Com maior frequência, trata-se de um ato involuntário, mas ocasionalmente pode ser intencional. Deve ocorrer pelo menos uma vez por mês, por no mínimo 3 meses.

É uma desordem de causa fisiológica ou emocional, pode ocorrer tanto em adultos como em crianças.

Estima-se que aproximadamente 1% das crianças com 5 anos de idade têm encoprese, sendo mais comum no sexo masculino.

Quando a incontinência é claramente deliberada, características de Transtorno Desafiador Opositivo ou Transtorno da Conduta também podem estar presentes.

A encoprese pode persistir com exacerbações intermitentes por anos, mas raramente se torna crônica.

TDAH

Enurese e TDAH são dois transtornos cuja associação é frequente em ambas as direções: cerca de 30% das crianças com TDAH são diagnosticadas com enurese e de 20-30% das crianças com enurese apresentam o quadro em co-ocorrência com o TDAH.

Como crianças e adolescentes tem vergonha de admitir que têm problemas para conter urinação ou defecação, muitas vezes a questão pode demorar a ser percebida pelos pais.

Quando a criança ou adolescente com incontinência, tem também TDAH, os pais, educadores e clínicos, tendem a demorar em perceber a enurese ou encoprese como um problema de fato, porque estão mais ‘absorvidos’ pelos prejuízos ocasionados pelo TDAH.

Enurese, encoprese e tdah

Consequências da Enurese, Encoprese e TDAH

Estudos revelam que cerca de 5 a 10% das crianças tem enurese, em sua maioria meninos, mas o problema tende a se extinguir com o passar da idade.

Cerca de 3% dos meninos e 2% das meninas tem enurese até os 10 anos de idade. Aproximadamente 1% segue com o problema até os 15 anos, sendo em sua maioria meninos.

Os índices de enurese costumam ser significativamente altos, especialmente em meninos com TDAH. Embora as pesquisas ainda não expliquem exatamente o porquê, estima-se que a enurese diurna ocorra 5 vezes mais em meninos com TDAH e a diurna 3 vezes mais.

Não é incomum que meninos com TDAH molhem a cama até os 12 anos de idade.

Ao passar anos da vida com o problema destrói a autoestima da criança, causa frustração, e gera conflitos familiares.

Estas crianças costumam evitar convívio social que implique dormir fora de casa, com receio de que seu ‘problema’ seja deflagrado por algum colega, o que obviamente implicaria em uma devastadora situação de humilhação e constrangimento, muito difícil de superar, mesmo depois do problema superado.

Como identificar e fazer o tratamento adequado?

Inicia-se através de avaliação médica, com o pediatra, e ou urologista / gastroenterologista, para ter certeza de que não existe um problema fisiológico.

No caso de questões físicas serem descartadas, o suporte psicoemocional torna-se fundamental. A psicoterapia é recomendada, não só para a criança, como também para seus pais, já que a enurese como a encropese, tendem a acarretar muito desgaste e figuram entre os maiores causadores de ansiedade, tanto na criança, quanto nos pais.

Pesquisas feitas com crianças com enurese /encoprese + TDAH, concluíram que o maior problema no tratamento, é a proporção de ausências de informações solicitadas, quando comparadas com grupos de crianças com enurese / encoprese, mas sem TDAH. Isto significa maior dificuldade em dar continuidade ao tratamento.

As consequências emocionais e psicológicas da enurese e da encoprese, tornam o tratamento necessário, sendo ambas reconhecidas como problemas de saúde classificadas pelo CID 10.
Microfisioterapia, leitura biológica e constelações aplicadas

A incidência de queixas é maior com enurese do que com encoprese e maior durante período da infância diminuindo em adultos jovens.

Em ambos os resultados gradativamente são colhidos de forma positiva, assim como a TDAH já mencionada em outro momento no site. Confira a matéria completa sobre TDAH aqui!

A Microfisioterapia pode ajudar no tratamento de diversas doenças e transtornos, agende sua consulta…

Referências:

www.tdah.org.br/enurese-e-encoprese

Avalie nosso conteúdo!

Clique na estrela para avaliar

Classificação média 0 / 5. Votos: 0

Ainda não há avaliação. Seja o primeiro!

Iniciar Conversa
1
Estou online! É só chamar!
Está com dúvidas ou quer agendar uma consulta? Pode me chamar no Whats!